QUE VERGONHA VEREADORAS!
junho 16, 2021
Show all

O HOMESSEXUALISMO SOB A LUZ DA DOUTRINA…..

A moral cristã é um encontro com Jesus Cristo, não são normas. O que se pretende, ao se converter à religião Católica, é uma imitação de Cristo Jesus. Ele orava e acolhia os irmãos mais falhos e mais pecadores, mas não poderia permitir que suas condutas condenáveis, se tornassem a medida de todas as coisas, o caminho a ser seguido e o sal da vida.

            O que se espera com o acolhimento e a direção espiritual, é a conversão e a salvação da alma do cristão, pelo caminho da fé e amor a Deus, sobre todas as coisas, das boas obras e do exercício das virtudes.

Qual a gravidade do pecado de homossexualismo ou Gayzismo?

 

Em concreto, o pecado de homossexualismo é especialmente grave porque viola a ordem natural dos sexos, estabelecida por Deus na criação. Por isso está classificado entre os pecados mais graves existentes. A Sagrada Escritura o afirma explicitamente quando os anjos dizem a Lot em Sodma e Gomorra: “ Vamos destruir este lugar, pois é tão grande o clamor diante do Senhor contra os da cidade que Ele nos enviou para destruí-la ( Gen. 19, 13 ).

 

Homossexualismo é pecado segundo a Igreja Católica? Porque?

 

Em concreto, o pecado de homossexualismo é especialmente grave porque viola a ordem natural dos sexos, estabelecida por Deus na criação. Por isso está classificado entre os pecados considerados mortais. Ou seja, um pecado mortal, de acordo com a crença da Igreja Católica, é um pecado grave. As pessoas que cometem este tipo de pecado deixam de estar na graça de Deus (ou graça santificante) até o momento em que elas confessem e peçam o perdão, com arrependimento genuíno.

 

Desde quando a Igreja define o homossexualismo como pecado mortal?

 

Tanto na doutrina moral quanto na sua disciplina interna, a Igreja Católica sempre condenou o homossexualismo, com base nas Escrituras e na Tradição. O Gênesis não deixa dúvida de que o homossexualismo era o pecado mais grave de Sodoma. e todos os exegetas tradicionais afirmam que foi esta a causa do castigo divino.

Os habitantes dessas cidades cometeram vários outros pecados relacionados entre si, mas o homossexualismo era o pecado menos tolerado. Sendo a narrativa do Gênesis a fonte principal da informação sobre o pecado e castigo de Sodoma e Gomorra, todas as outras referências bíblicas devem ser entendidas conforme essa narrativa.

No Antigo Testamento as relações homossexuais são condenadas como depravações. A destruição de Sodoma e Gomorra por fogo de enxofre, corresponde a uma situação extremamente pecaminosa, e é exemplo permanente para todos os séculos ( cf. Deut. 29, 23; Is. 1, 9-10; 3,9; Jer.49, 18; Lam, 4, 6; Amós 4, 11; Sof. 2, 9 ).

Faremos todos os esforços lícitos, ao nosso alcance, para neutralizar a atuação dos promotores do homossexualismo, que se empenham em conseguir a hegemonia social e legal desse procedimento desregrado. Tais ativistas contrariam o sentir dos Católicos, a grande maioria neste país, que já se chamou Terra de Santa Cruz, e para qual desejamos que volte a merecer plenamente essa honrosa denominação.

Mas, se estamos dispostos a fazer tudo de lícito e honesto para contrariar o avanço dos homossexuais militantes, nós também rezamos por eles. Sim, rezaremos pelos ativistas radicais que levam avante a propaganda LGBT, rogando que Deus lhes conceda, pela intercessão de Maria Santíssima, a Graça que concedeu a São Paulo no caminho de Damasco, convencendo-os de que promovem o erro. E que uma vez convencidos de seus erros, rejeitem, sinceramente, convertendo-se a Deus e ajuntando-se a nós. De acordo com a famosa expressão atribuída a Santo Agostinho “nós odiamos o pecado, mas amamos o pecador”.

Obs: Todos os relatos aqui mencionados foram compilados do Livro: “Homem e Mulher Deus os Criou “Padre David Francisquini, Editora Artepress, 2011

(*) Diretor e Consultor da LD Consultoria